Card lupus%202
5 vídeos
1 prova
2 horas

Descrição do curso

Gratuito para sócios da Sociedade Brasileira de Reumatologia

Categoria: REUMATOLOGIA


Informações gerais

Conteúdo
  • LUPUS e SNC
  • Abordagem da Nefrite Lupica
  • Novas Opções Terapêuticas no LES
Objetivo

Este e um curso oficial da SBR, desenvolvido pela COMISSÃO CIENTIFICA DE LUPUS e gratuito para sócios.

Para o SÓCIO acessa-lo, siga este passo-a-passo:
1. click no botão LOGIN acima e a direita da tela
2. no campo "login" digite seu email cadastrado na SBR
3. no campo "senha" digite seu CRM (atenção: sem pontos e/ou tracos)

Se você NAO E SOCIO, siga o passo-a-passo:
1. click no botão LOGIN acima e a direita da tela
2. preencha o cadastro
3, escolha o meio de pagamento (Pagseguro ou voucher)

Uma vez matriculado no curso você terá 90 dias para terminá-lo. Neste período poderá ver e rever a aulas e os conteúdos extras quantas vezes quiser.
E quando sentir-se preparado, poderá fazer o auto teste. Obtendo 70% ou mais de acertos, o certificado de conclusão estará a disposição para ser emitido na hora e de forma online.

O que você vai aprender

    ------------------------------------------------------------------------------------------------
  • LUPUS e SNC | Dra Simone Appenzeller O envolvimento neurológico é considerado ser uma complicação grave de lúpus eritematoso sistémico (LES). Existe uma grande série de manifestações do sistema nervosos central e periférico, assim como quadros neuropsiquiátricos. As neuroimagens desempenham um papel importante na detecção de anormalidades neurológicas. Esta apresentação visa revisar os principais aspectos de diagnóstico e tratamento desta manifestação
  • Abordagem da Nefrite Lúpica | Dr Evandro Klumb O envolvimento renal no LES ocorre em mais da metade dos pacientes e pode determinar alterações tubulares, intersticiais, vasculares e glomerulares. A nefrite lúpica (NL)apresenta graus distintos de gravidade, com períodos de atividade e remissão, que determinam a escolha dos agentes terapêuticos a serem empregados. Aqui temos o objetivo de apresentar as recomendações atuais para a abordagem clínica da NL, que se refere ao diagnóstico, prognóstico e tratamento (indução e manutenção)
  • Anexo - Caso Clínico
  • Novas Opções Terapeuticas no LES | Dr Luis Carlos Latorre O lúpus eritematoso sistêmico(LES)é uma doençaauto-imunecomcurso imprevisível, com períodos de atividade e remissão. Recentemente,ocorreram grandes progressosna compreensãoda patogênese, o que permitiu o desenvolvimento de novosagentes biológicos, potencialmenterevolucionando otratamento do LES. Esta revisão resumeos principais dados sobreterapias biológicasno lúpus
  • ------------------------------------------------------------------------------------------------
  • SIMPOSIO SATELITE GSK - Reduzindo a Atividade de Doença Através do Monitoramento do Paciente Nesta aula, a Dra Dooley discute a importância do controle da atividade de doença através do monitoramento do paciente. Durante a apresentação, são abordados os principais objetivos terapêuticos no manejo do Lúpus Eritematoso Sistêmico, revendo a necessidade do acompanhamento contínuo dos pacientes e descrevendo como determinados sistemas de órgãos devem ser monitorados. Deste modo, a Dra. Dooley descreve aspectos gerais da doença, como mortalidade e risco de dano em órgãos, e, ao aprofundar sobre os sistemas de órgãos (dermatológico, neurológico, oftalmológico, cardíaco e musculoesquelético), estabelece uma relação didática entre as funções do médico e paciente na condução do tratamento.
    • Reduzindo a Atividade da Doença Através do Monitoramento do Paciente

      Vídeo
  • ------------------------------------------------------------------------------------------------
  • AUTO TESTE Aqui você acesso ao auto teste
Professores


Dra Simone Appenzeller

Professora Associada (Livre Docente) da Disciplina de Reumatologia da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP. Possui graduação em Medicina pela Universidade Estadual de Campinas (1999), doutorado em Clínica Médica pela Universidade Estadual de Campinas (2006) e pós-doutorado pela McGill, Canada e do Stavanger Hospital, Noruega.Possui 67 artigos completos publicados em periódicos indexados em revistas nacionais e internacionais. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Reumatologia, atuando principalmente no envolvimento do sistema nervoso central em doenças reumáticas e na reumatologia pediátrica

 

Dr Luiz Carlos Latorre

Possui graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina do ABC (1978), mestrado em Reumatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (1987) e doutorado em SAÚDE PÚBLICA pela Faculdade de Saúde Pública da USP (1997). Atualmente é médico reumatologista do Hospital Heliópolis - Unidade de Gestão Assistencial 1, diretor dos serviços de clinicas medicas do Hospital Heliópolis - Unidade de Gestão Assistencial 1, colaborador da Sociedade Brasileira de Reumatologia, colaborador da Sociedade Paulista de Reumatologia, comissão de lúpus eritematoso sistêmico da Sociedade Brasileira de Reumatologia e coordenador do programa de residência médica do Hospital Heliópolis - Unidade de Gestão Assistencial 1. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Reumatologia, atuando principalmente nos seguintes temas: reumatologia, lúpus eritematoso sistêmico, artrite reumatóide, residência médica e reabilitação. Presidente da Sociedade Paulista de Reumatologia na gestão 2010-2011. Vice-tesoureiro da Sociedade Brasileira de Reumatologia gestão 2014-2016.


Dr Evandro Klumb

Professor Adjunto e Coordenador da Unidade Docente Assistencial de Reumatologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ. Presidente da Sociedade de Reumatologia do Estado do Rio de Janeiro no biênio 2013 - 2014. Graduação em Medicina (1986), residência em Clínica Médica (1988), Residência em Reumatologia (1990), Mestrado em Medicina (área de concentração - Nefrologia - 1998) e Doutorado em Ciências Médicas (2010), ambos pela UERJ. Possui experiência na área de Medicina Interna, Reumatologia e desenvolve pesquisas, incluindo orientação de mestrado (UFF/ Fund. Oswaldo Cruz/UERJ) nas seguintes áreas: lúpus eritematoso sistêmico, sindrome antifosfolipídeo e artrite reumatóide